Companhias para um capuccino

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Concordância

Para escrever poesia,
a Gramática se entorta
na exceção da Vida.

4 comentários:

Pedro Gabriel disse...

gostei do teu blog!
Visitarei mais vezes

;-)
feliz 2010

R. Avancini disse...

nenhuma gramática resolve o medo do ponto final na vida.

adorei esse lugar. de verdade.

Luana disse...

Muito interresante , hoje tudo se encaixa na vida .

brunna disse...

Coisas boas de se ler, boas de ouvir. Gostei.

Até, você!